Engenharia Agronômica

Período: Noturno


• Informações Básicas

Coordenador:

Prof. Dr. Carlos Suguitani
agronomia@unisalesiano.edu.br


Titulação:

Engenheiro Agrônomo

Duração:

5 anos

Número de Vagas:

60 vagas

Carga Horária Total:

4320 horas

Horário das Aulas:

19h15min às 22h55min

Mensalidade:

R$ 1160,00 1º semestre do curso em 2019 (20 créditos)

• Descrição

O perfil econômico-desenvolvimentista do país está calcado no agronegócio, para tanto, a profissão de Engenheiro Agrônomo, é muito requerida por empresas ligadas ao setor. O crescimento constante do agronegócio na economia brasileira, responsável pelo aumento das exportações e de empregos no Brasil, tem valorizado o trabalho deste profissional. O Eng. Agrônomo se adapta às novas tecnologias, tem preocupação ecológica e responsabilidade social. O campo de trabalho abrange várias áreas como consultor em propriedades rurais, laboratórios e institutos de experimentação agrícola, indústrias (fertilizantes, couro, bebidas, alimentícias, farmacêuticas, extrativas), instituições de financiamento e investimento, serviço público, instituições científicas, de pesquisa, de consultoria, extensão rural e ensino. O Curso de Engenharia Agronômica do UNISALESIANO apresenta uma formação humanista, cristã, crítica e reflexiva, visando ao exercício da cidadania e do bem comum, capacitando o futuro profissional para atuar com competência nas diversas áreas do seu campo de saber. Os acadêmicos têm oportunidade de vivenciar programas extraclasse; participar de projetos na Empresa Júnior; realizar atividades de extensão e pesquisa; e oportunidades de estágios remunerados nas empresas de Lins e região. Sendo o curso realizado no período noturno, haverá atividades práticas, como visitas técnicas, laboratórios, pesquisa, extensão rural, em contra turno.

 

Objetivos:
Gerais: O curso de Engenharia Agronômica foi criado visando a formação de um profissional preparado a atender as atuais necessidades da sociedade brasileira, às quais demandam esta vocação e expertise. Tal é a concepção que norteia o currículo do curso, o qual possibilita formação acadêmica voltada, sobretudo, ao atendimento do viés agrícola, agropecuário, agroindustrial, pesquisa e extensão. Específicos: O profissional deve estar apto a desempenhar suas funções como profissional liberal, técnico ou executivo, vinculado às instituições, empresas públicas ou privadas, governamentais ou não-governamentais, organismos internacionais, instituições de prestação de serviços, etc. Desse modo, a proposta curricular do curso de Engenharia Agronômica, apresenta especificamente os seguintes objetivos: Formar profissionais com sólida formação teórica e prática, para atenderem às exigências do mercado de trabalho; Constituir perfis profissionais para atuarem em equipes multidisciplinares; Implementar uma visão crítica de desenvolvimento integrado, conjugando tecnologia, produtividade, lucro e crescimento humano, ético e social; Estimular o espírito empreendedor, crítico, criativo e de liderança, como instrumentos fundamentais para as atividades do Engenheiro Agrônomo; Transmitir uma visão de planejamento e de conjunto de áreas, fatores e variáveis a serem considerados nas atividades agropecuárias; Desenvolver o espírito de parcerias e de coparticipação para implementação de projetos e programas; Atender aos requisitos de adoção e desenvolvimento de tecnologias; Integrar o uso racional de recursos disponíveis com equilíbrio ambiental, técnico e social.
 

 

Informações Adicionais:
O graduado em Engenharia Agronômica estará apto a tomar decisões, exprimir-se e comunicar-se adequadamente no exercício profissional. Deve ser ágil, de raciocínio lógico, crítico e analítico, ter criatividade e determinação, otimizando o ambiente de trabalho. O seu compromisso social é com a transformação do meio no qual está inserido. Em recente pesquisa do Guia da Carreira, a Engenharia Agronômica, no rol das ciências agrárias, a Engenharia Agronômica foi eleita como uma das 10 profissões mais bem pagas.